fbpx

Sensor de alarme para áreas internas e semiabertas

O sensor de alarme é um equipamento fundamental para garantir a segurança dos condomínios. É um dispositivo que reporta alertas para a central de alarme sobre a presença de algum estranho no ambiente. Em outro post, falamos sobre os melhores modelos de sensores adequados para áreas externas. Agora vamos falar das opções para áreas internas e semiabertas.

Ao escolher um sensor de alarme para o condomínio, procure produtos que sejam confiáveis e tenham alta tecnologia embarcada. O ideal é que sejam imunes a camuflagem e truques conhecidos por pessoas mal intencionadas. Isso é possível por meio de dois modos de detecção de presença de um indivíduo. Vamos explicar essas tecnologias a seguir.

Dupla tecnologia para sensores de alarme

É interessante que o sensor de alarme para ambientes internos ou semiabertos tenha dois modos de detecção: variação de temperatura e deslocamento de massa. A detecção da variação de temperatura e do deslocamento de massa é possível por meio de um software embarcado, que evita os disparos indevidos do sistema de alarme. Esse software realiza múltiplas análises do ambiente em tempo real e faz uma correlação entre os sinais gerados e refletidos.

Caso existam animais que possam circular pelos ambientes internos do condomínio, vale procurar um sensor de alarme que seja imune ao deslocamento desses bichos, como cães e gatos. Existem modelos que percebem a presença de animais de até 35 quilos sem disparar o alarme. O sensor de alarme que oferece essa dupla tecnologia + a função Pet Immunity é ideal para espaços como áreas comuns de lazer, varandas e garagens. São espaços em que os pets podem circular sem que o alarme seja acionado.

Sensor de alarme - Dupla Protecao

O sensor de alarme deve ser resistente a variações de temperatura para não gerar falsos disparos. Outros diferenciais desse produto é ter o sinal de microondas ajustável e com maior alcance do mercado, e com infravermelho que oferece a possibilidade de ajustes de alcance e velocidade.

Na escolha do sensor mais adequado para o condomínio, vale considerar a facilidade de instalação. Dê preferência para equipamentos com engate rápido e conectores de ação removíveis. Isso facilita o trabalho do instalador e pode reduzir custos, pela simplicidade do serviço.

Importante lembrar que a aparência conta muito para a valorização do imóvel. Procure opções que tenham um design inovador, que sejam discretos e agreguem valor ao condomínio, além de oferecer eficiência e confiabilidade.

Sensor de alarme para áreas específicas

Para proteger o acesso a espaços como o hall de entrada do prédio ou corredores, existem sensores que cobrem uma área bem específica. Para citar um exemplo, um sensor infravermelho passivo que cobre um ângulo de 15º e produz um efeito cortina vai detectar a presença de pessoas, abrindo a porta automaticamente.

Sensor alarme - Cortina

Se o objetivo é controlar o movimento de portas e janelas, há sensores magnéticos de abertura, que suportam até duas toneladas sobre sua superfície. Feitos de material inoxidável, funcionam em grandes distâncias de abertura ou vão. Esse modelo pode ser usado em portas pesadas, como da garagem ou em grandes portões.

Sensor de alarme - Abertura Porta de Aco

Esse tipo de sensor (sensível ao magnetismo e ao imã) é formado por duas partes: uma tem um fio que se conecta à central de alarme e a outra parte, sem fio, é instalada na porta ou janela que será monitorada. Se as duas peças se afastarem e o alarme estiver armado, ocorre o seu disparo e a central envia um report para a empresa de monitoramento.

Quer evitar a existência de fios aparentes no condomínio? Há opções no mercado de sensores magnéticos sem fio. Esses equipamentos funcionam com bateria de lítio de longa duração e transmitem dados para a central de alarme. Podem ficar até 100 metros de distância, o que representa um grande alcance de transmissão.

Sensor de alarme de teto

Para detecção de intrusão em ambientes mais amplos, a melhor vista é a de cima. A solução que atende a essa necessidade é o sensor de alarme instalado no teto. O equipamento oferece a detecção de até 38 metros quadrados, o que equivale a uma área de 7 metros de diâmetro e 3 metros de altura. O sensor fornece uma visão em 360º do ambiente, sem pontos cegos, e é imune ao rastejamento de pessoas.

Sensor de alarme - Teto

fonte: Intelbras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *