fbpx

Segurança na internet: sua empresa ou sua casa estão protegidas contra os ataques virtuais?

As ameaças à segurança na internet estão aumentando em número e em eficiência no mundo inteiro. Como estamos cada dia mais conectados, a preocupação também cresce. Muitas empresas não estão prontas para enfrentar as ameaças atuais ou as que ainda estão por vir. A empresa americana Raytheon Company, que atua na área de segurança militar e comercial, mostrou em uma pesquisa que dois em cada três empresários não veem a segurança na internet como uma prioridade.

Você está tranquilo com relação à segurança da sua rede contra os ataques virtuais? Se a resposta for negativa, para começar, faça uma análise geral das ameaças e dos possíveis danos e prejuízos causados a sua empresa, caso a sua rede seja atacada ou fique comprometida. Após essa avaliação inicial, confira as orientações abaixo:

Aumente sua segurança na internet com dicas simples

1. Não ignore as atualizações dos sistemas operacionais e dos softwares

O segredo é usar sempre a versão mais atual do seu sistema operacional. A cada nova versão, o sistema operacional fica mais forte contra os ataques. Mantenha sempre os firmwares (softwares dos programas) atualizados, para que não apresentem problemas de incompatibilidade ou no processamento de dados, causando lentidão ou travamento da sua rede.

Atenção: dobre sua atenção para os equipamentos de segurança da sua empresa ou residência, como os gravadores digitais de vídeo (DVRs), por exemplo, mantendo os firmwares sempre atualizados.

2. Mude já as senhas e as configurações-padrão

Essa é a porta de entrada mais fácil para um hacker. Crie regras para as senhas (com letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos, já é um bom começo) e mude-as.

Atenção: os gravadores digitais de vídeo (DVRs) vêm com uma senha-padrão de fábrica (default), por isso, altere-a imediatamente assim que instalar o produto. Outra dica é trocar as portas-padrão dos DVRs, assim você diminui a vulnerabilidade e reduz as chances de encontrarem seus DVRs. Caso já tenha o produto instalado, converse com seu instalador e solicite essa troca de senha assim como a atualização do sistema.

3. Faça uma barreira eficiente com firewalls

Tenha sempre um firewall na sua rede. Os firewalls são dispositivos de segurança da rede que monitoram o tráfego de entrada e saída e permitem ou bloqueam tráfegos específicos de acordo com um conjunto definido de regras de segurança. Esse tipo de proteção serve tanto para empresas quanto para residências, protegendo os dados na rede e também a confidencialidade deles.

4. Diga adeus aos programas piratas

Os hackers são atraídos por softwares ilegais. É como se fossem um ponto de apoio para o criminoso virtual. Eles oferecem diversos riscos já que um programa alterado para distribuição ilegal pode incluir mais facilmente um vírus. Além disso, esses programas precisam de arquivos conhecidos como “cracks” que normalmente exigem permissões administrativas, facilitando ainda mais uma futura invasão. Fuja dos programas piratas!

5. Nunca use a função DMZ para redirecionar portas

Alguns equipamentos, como os roteadores, possuem a função DMZ, que serve para “retirar” o equipamento da zona de segurança (como seu próprio nome sugere: delimitarized zone). Se essa função for usada para redirecionar portas, pode deixar a rede totalmente desprotegida. Verifique no manual dos produtos como efetuar o redirecionamento das portas da melhor maneira.

6. Crie regras claras para seus colaboradores

Muitas vezes, a segurança fica comprometida porque seus colaboradores não têm ideia de que estão abrindo brechas na segurança da rede. Crie um documento com regras claras e divulgue-as periodicamente. Faça um passo a passo com exemplos de senhas seguras, abertura de anexos, acesso a sites duvidosos, lembretes para desligar o computador após o uso, sigilo das informações em redes Wi-Fi não seguras, entre outros.

Dica plus: faça backup regulares

Os backups não irão te ajudar a garantir a segurança na internet mas você irá agradecer caso futuramente tenha alguma invasão ou perda. Com essas cópias de segurança, os problemas poderão ser resolvidos mais facilmente e não será preciso recomeçar do zero. Os backups devem ficar armazenados em dispositivos fora da rede e em locais seguros. Qual foi a última vez que você fez um? Pense nisso!

Envolva toda a empresa ou residência no planejamento da sua segurança na internet, e estimule todos a estarem sempre atentos. Enquanto você estiver tomando os cuidados necessários, os riscos de uma invasão virtual vão ficar cada vez menores. Além dessas dicas, prefira sempre marcas conhecidas, de confiança e que ofereçam suporte técnico.
Viu como é simples ter mais segurança na internet para proteger sua rede? Basta começar com ações simples como essas e ir evoluindo para práticas mais avançadas.

 

Fonte: Intelbras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *