fbpx

Com mais de 4 mil casos resolvidos, perito cibernético e físico, utiliza detecção de mentiras e raciocínio lógico para interpretar os algoritmos dos crimes digitais. 

Se há necessidade de identificar e analisar eventos potenciais que podem impactar negativamente indivíduos ou empresas, o perito forense Wanderson Castilho entra em cena. Pela sua formação em Física pela UFPR (Universidade Federal do Paraná) o especialista carrega um diferencial importante no meio digital, seu raciocínio lógico e a capacidade de analisar e interpretar dados. 

Autor de quatro livros importantes no segmento e há 30 anos no mercado, o perito forense com especialização em detecção de mentiras, refaz os passos dos criminosos virtuais para desvendar a metodologia empregada no crime digital. 

Embora decifrar o “culpado” por trás de um computador não seja fácil, Castilho une o seu raciocínio lógico e a facilidade em gerir dados, conquistados durante a graduação em física, com a sua habilidade em tecnologia para analisar tais informações que o seu nome passou a ser o mais cotado para resolver crimes cibernéticos de grande magnitude ao redor do mundo. 

O perito é capaz de analisar e desvendar o comportamento virtual do indivíduo, como a forma de escrever, de se referir as pessoas, entre outras características e rastros onlines deixados pelo criminoso diminuindo o tempo para a resolução dos casos que vão desde golpes envolvendo perda financeira, roubo e venda de dados, fake News, ataques hackers e difamação.

Wanderson também revela que 97% dos crimes virtuais constituem da ajuda das vítimas. “Os golpistas induzem a vítima ao erro, muitas das vezes contando uma história mentirosa para conseguir adquirir uma senha, uma informação e assim efetuar o golpe”. Sabendo das suas artimanhas e da maneira como eles agem, o perito consegue facilmente detectar a mentira e auxiliar na captura do golpista. 

Diretor da Enetsec, com sede em Parkland (Flórida) e com representação oficial em São Paulo (SP) e Curitiba (PR), no Brasil, Wanderson Castilho tornou-se o único brasileiro certificado pelo Instituto para Treinamento de Análises Corporais, dos Estados Unidos. Responsável por formar mais de 20 mil pessoas, incluindo agentes do FBI e CIA, o especialista também faz parte do Conselho Consultivo Acadêmico, Industrial e de Rede de Defesa Cibernética do Michigan, da Universidade de Michigan, EUA e é consultor da Comissão de Direitos Eletrônicos e Crimes de Alta Tecnologia da OAB/SP. 

Para saber mais, acesse: www.enetsec.com e lembre-se, ainda segundo o especialista, todas as empresas serão atacadas virtualmente e todas as pessoas terão os seus dados vazados na internet. Para ele, isso já não é uma questão de “se” você vai ser atacado, mas sim “quando”. 

Sobre Wanderson Castilho: CEO da Enetsec e especialista em crimes cibernéticos e detecção de mentiras, único brasileiro certificado pelo Instituto para Treinamento de Análises Corporais, dos Estados Unidos em crimes cibernéticos, é um dos especialistas mais cotados para resolver crimes cibernéticos de grande magnitude ao redor do mundo. O perito faz parte do Conselho Consultivo Acadêmico, Industrial e de Rede de Defesa Cibernética do Michigan, da Universidade de Michigan, EUA e é consultor da Comissão de Direitos Eletrônicos e Crimes de Alta Tecnologia da OAB/SP e é capaz de desvendar o comportamento virtual do indivíduo, como a forma de escrever, de se referir as pessoas, entre outras características e rastros online e deixado pelos criminosos em crimes que envolvem perdas financeiras, roubo e venda de dados, Fake News, ataques hackers e difamação. Saiba mais em: www.enetsec.com

By rt360