fbpx

O Networking e o Netweaving em vendas

Os(as) profissionais de vendas necessitam cada vez mais investir em suas Soft Skills. Para atender e entender bem o seu cliente, com o consequente sucesso advindo dessa forma de relacionar-se e viver.

Segundo a Wikipédia: “Soft skills é um termo em inglês usado por profissionais de recursos humanos para definir habilidades comportamentais, competências subjetivas difíceis de avaliar. Também são conhecidas como people skills (habilidades com pessoas) e interpersonal skills (habilidades interpessoais). São normalmente analisadas junto com as hard skills (habilidades técnicas) na seleção e contratação de profissionais pelos departamentos de RH. Podemos citar alguns exemplos de soft skills: criatividade, persuasão, colaboração, adaptabilidade e inteligência emocional. Essas 5 aparecem no topo das mais procuradas segundo o linkedIn em uma pesquisa realizada no ano de 2020.

Criatividade e Adaptabilidade são importantes nos dias de hoje. Vivemos num período de mudanças, de muita informação e, principalmente Inteligência Artificial.”

Vivemos em mundo de colaboração, sem a colaboração não vamos conseguir fazer algo grandioso e relevante para todos. Nesse sentido precisamos cada vez mais, nos relacionar e conviver. O networking e netweaving nos ajudam nessa atividade primordial.

Networking

O networking significa criar e manter uma rede de contatos com viés profissional e para ajuda mútua, visando obter oportunidades de trabalho ou concretizar negócios, por exemplo.

O networking é algo muito bom se for realizado da forma correta, pautado pela verdade e deixando claros os interesses envolvidos. Muitas vezes são usadas práticas com vantagens unilaterais, buscando a satisfação de um único lado. Porém, isso não é networking.

Netweaving

Esse termo surgiu em 2003 no livro ‘The heart and art of netweaving” [O coração e a arte do netweaving], do consultor norte-americano Robert Littell. Mas ele é praticado por nós desde os primórdios da humanidade, pois, se chegamos até aqui, a prática do netweaving foi um dos principais pontos nessa jornada.

Netweaving é tecer uma rede de contatos com intuito de colaborar com as pessoas sem esperar nada em troca. Gostaria de frisar que o “nada em troca” está intimamente relacionado a algo que tenha valor físico, especialmente monetário, pois nós, seres humanos, sempre esperamos retribuição, que pode ser o reconhecimento ou a gratidão. Alguns de nós aguardam muito pouco em troca, não esperam nem mesmo a gratidão de quem foi auxiliado, mas se sentem satisfeitos por ter sido úteis a alguém. 

A diferença entre networking e netweaving pode ser muito tênue ou muito clara. Depende do jeito como são realizados. Muitas vezes não saberemos, pois os sentimentos envolvidos poderão não estar explícitos. Em suma, o networking significa “eu ajudo você pelo simples fato de poder precisar da sua ajuda no futuro”. Já o netweaving foca “em primeiro lugar o ajudar os outros sem esperar qualquer nível de reciprocidade; e fazendo isso com a crença ou a convicção de que, ao longo do tempo, o que se faz retorna para nós”.

Se você está praticando um ou outro, ou mesmo os dois, não será tão importante, quanto saber, se você está realizando isso com verdade e visando o bem comum.

Partes desse artigo, serão publicados em livro sobre Soft Skills, que eu sou um dos coautores.

Por Marcel Spadoto

Consultor, professor, mentor, palestrante e especialista em vendas, gestão e networking. Diretor da iBluezone.

linkedin.com/in/spadoto