fbpx

Marketing digital, redes sociais e planejamento, a tríade e chancela o sucesso nos seus negócios

Por Ivone Rocha

Agora não tem mais volta, ou você trabalha o marketing digital nos seus negócios ou estará fora do mercado. E as principais ferramentas são as redes sociais. Hoje, sua utilidade nem se discute mais, o que se comenta nas rodas de conversas, nas redes sociais e nos estudos sobre o tema é quais organizações são mais ou menos maduras em relação à sua experiência com ao uso dos recursos oferecidos pelo marketing digital. 

Quanto mais as companhias se aperfeiçoam nas novas tecnologias de informação e comunicação, mais são consideradas maduras e, portanto, confiáveis aos olhos de seus públicos. Foi isso o que pesquisa, desenvolvida pelas empresas Resultados Digitais, Mundo do Marketing, Rock Content e Vendas B2B divulgada no final do primeiro semestre deste ano, concluiu. O estudo abordou desde a estrutura das equipes até o uso de ferramentas e o investimento das empresas. 

Foram ouvidas quase 1.400 companhias, das quais 94% não abrem mão do marketing digital. Desse total pesquisado, 95% acreditam em melhorias e 63% consideram suas estratégias eficientes. O restante ainda espera melhorar mais para ser eficiente, o que demonstra sinal de maturidade para Bruno Volpato, do Resultados Digitais. 

Entre as ferramentas de marketing digital mais utilizadas estão as redes sociais. Como a aproximação com o público é muito maior por meio delas, tornam-se canais de grande interesse no planejamento estratégico. E por que elas são tão importantes e necessárias nas estratégias de avanço dos negócios?

1º – Podem colaborar para melhorar o posicionamento da empresa, com a utilização de conteúdo de qualidade.

As informações importantes sobre a marcas, com dicas e orientações que são publicadas nos sites, blogs, e-mails marketing e até mídia impressa, precisam ser postadas nas redes e comentadas com o público. 

2º São instrumentos importantes de divulgação. 

O formato da mensagem e a linguagem nas redes sociais são totalmente diferentes dos demais veículos. É preciso lembrar sempre que nelas a comunicação é direta, sem formalidades, às vezes contando casos, outras respondendo e dialogando com o consumidor.

3º – São excelentes para saber o que se fala sobre a marca.

Monitorar e mensurar são dois verbos de ação que devem ser presentes nas estratégias, pois garantem um planejamento muito mais qualificado.

Associado a essas colocações estão as ações disruptivas nas ferramentas tecnológicas, aquelas que, como o próprio nome aponta, promovem uma ruptura em sistemas e processos, quebrando paradigmas e promovendo transformações. Entre os projetos disruptivos que podemos exemplificar estão plataformas como o Uber, Airbnb e Nubank. Elas promoveram uma mudança cultural na utilização de serviços. Mas não basta ter ideia, é preciso analisar e ter certeza de como colocá-las em prática. Para isso, dois pontos são fundamentais. O primeiro é o planejamento e o segundo a compreensão do comportamento do consumidor.

Planejar é usar a inteligência para dar qualidade à ideia. Você precisa saber quais ferramentas são mais ou menos prioritárias, quais se identificam mais com o negócio e que, portanto, precisam ter maior ou menor investimento. Precisa entender bem o seu mercado, saber o momento que o país e o mundo estão vivendo, perspectivas e tendências e a sua marca dentro de todo esse contexto. Esses são entendimentos que só com planejamento será possível.

O segundo ponto é o comportamento do consumidor, esse ser responsável pelo nosso sucesso. Ele precisa ser compreendido em suas preferências, costumes, culturas, necessidades, para citar algumas características. Ele está nas redes sociais, isso é certo. Então, saiba como ele quer ser chamado, qual mensagem mais o motiva, sensibiliza, com que frequência prefere ser abordado, entre outras ações que devem contemplar um bom planejamento. 

Tudo o que está exposto aqui ilustra o papel do marketing digital nos negócios e reforça o que foi colocado no início deste texto, ou seja, quem não se adaptar e souber trabalhar o marketing digital não sobreviverá nesse mundo de frenéticas transformações. E quem se interessar por ele, com o apoio do planejamento, poderá ver um mundo muito mais cor de rosa, com perspectivas de sucesso sempre. 

Por Ivone Rocha

https://www.linkedin.com/in/ivonerocha/

Consultora de negócios eletrônicos e pedagógica, professora universitária de cursos de comunicação, marketing e negócios, mestre em políticas públicas, MBA em Tecnologia da Informação e e-Business com formação em jornalismo. É gestora e professora do programa de cursos De Olho na Rede (Facebook.com/deolhonaredecurso)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *