fbpx

O universo da tecnologia para redes é cheio de termos técnicos e, muitas vezes, pequenos detalhes fazem toda a diferença na hora de comprar um equipamento. Dois conceitos que costumam gerar muitas dúvidas são os padrões Fast Ethernet e Gigabit Ethernet. Eles se referem à velocidade da conexão, via cabo, de dispositivos como os roteadores.

De maneira geral, o Fast se refere a produtos que aceitam velocidades até 100 Mbps (Megabits por segundo). Já o Giga, mais moderno, funciona com taxas de transferência acima disso — até 1 Gbps (Gigabit por segundo). Por exemplo: se o seu roteador possuir porta para conexão com Internet com tecnologia Fast Ethernet, você poderá utilizá-lo com planos de até 100Mbps. Se desejar velocidades superiores, terá que partir para um produto com a tecnologia Gigabit Ethernet.

Reunimos, a seguir, todas as informações que você precisa saber sobre esses dois padrões de conexão. A ideia é lhe ajudar a entender melhor as diferenças entre eles, quando investir em um ou outro, e conhecer as redes Mesh, que tornam todo esse sistema bastante eficaz.

Como funcionam as tecnologias Fast Ethernet e Gigabit Ethernet

Fast Ethernet e Gigabit Ethernet, como os próprios nomes sugerem, são dois padrões para conexões de redes cabeadas. A tecnologia Ethernet permite a comunicação entre dispositivos por meio de protocolos, ou seja, uma linguagem comum entre eles. Ela é considerada o padrão mais utilizado em redes locais (LAN – Local Area Network) no mundo todo.

Fast Ethernet

As redes compatíveis com a Fast Ethernet (também conhecidas como 10/100) possuem taxa de transmissão nominal de 100 Mbps e são suportadas pela maior parte dos equipamentos existentes no mercado. Algumas de suas vantagens são a facilidade de implementação, gerenciamento e manutenção. Outro benefício é que as redes e dispositivos deste tipo são mais baratos se comparados aos Gigabit Ethernet. Por outro lado, serão menos eficientes na transferência de dados mais pesados e serviços como o streaming.

Se o plano de internet fornecido pela operadora de telefonia possui velocidade nominal de até 100 Mbps , os roteadores do tipo Fast Ethernet cumprem bem sua função. Porém, para planos com mais do que 100 Mbps, é essencial que o usuário invista no Gigabit Ethernet, caso contrário, não aproveitará toda a banda entregue na conexão.

Gigabit Ethernet

O padrão Gigabit Ethernet (ou 10/100/1000) foi criado em 1999 e continua sendo o tipo de rede mais recente. Seu nome vem exatamente da velocidade prometida, de 1 Gbps, que é 10 vezes maior àquela oferecida pelo Fast Ethernet. A qualidade da conexão é uma das suas principais vantagens em relação aos seus antecessores, mas é importante destacar que esse é um valor teórico. Com bons equipamentos e instalação correta, o mais comum é chegar a cerca de 900 Mbps.

Uma das desvantagens desse modelo é o custo da tecnologia, porém ele vem caindo com a maior disponibilidade de produtos desse tipo no mercado, aliado ao aumento do volume de planos de internet acima de 100Mbps — já que o padrão exige equipamentos de maior capacidade e, consequentemente, mais caros. Em contrapartida, você poderá transferir uma grande quantidade de dados ou assistir a programas em streaming sem problemas de interrupção.

Redes Mesh: mais alcance e estabilidade do sinal Wi-Fi

Uma tecnologia que se beneficia desses conceitos para trabalhar de forma ainda mais eficaz são as redes mesh. Utilizada já há alguns anos em grandes corporações, elas chegaram recentemente ao Brasil para atenderem também às necessidades de uso residencial e em pequenas e médias empresas. Esse tipo de rede permite gerenciar automaticamente o Wi-Fi em todos os dispositivos, garantindo mais velocidade, maior cobertura e melhor distribuição do sinal. Portanto, é uma ótima opção para quem deseja uma conexão de qualidade.

Na prática, isso significa que você pode ir a qualquer ambiente sem perder o sinal de internet nem perceber qualquer mudança. Tanto a identificação da movimentação quanto as rotas para o fluxo de informações são feitas de forma instantânea e sincronizada, resultando na menor perda de pacotes para o usuário.

Elas ainda contam com vantagens como a facilidade no uso e gerenciamento de redes (que pode ser realizado por meio de aplicativos para smartphone), melhor transmissão de dados, alcance e conexão. Outro benefício é que as redes mesh controlam automaticamente a distribuição de rede de acordo com a necessidade do usuário.

Soluções Intelbras para Fast Ethernet e Gigabit Ethernet

A linha Twibi, da Intelbras, é compatível com os padrões Fast Ethernet e Gigabit Ethernet. O roteador wireless Mesh – Twibi Fast é indicado para planos de internet de até 100 Mbps. Com mais módulos é possível ampliar a cobertura do Wi-Fi em até 100 metros quadrados por twibi. O equipamento possui duas portas e funções como controle parental, bloqueio de usuários, rede de visitantes, entre outras. É possível conectar até 40 dispositivos com qualidade, ou seja, sem lentidão ou interrupções na conexão.

Já o modelo wireless Mesh – Twibi Giga é compatível com planos de internet acima de 100 Mbps. Com mais módulos, é possível ampliar a cobertura do Wi-Fi em até 180 metros quadrados por twibi. O equipamento conecta até 60 dispositivos sem comprometer a qualidade da conexão, sendo a solução ideal para residências, lojas e consultórios, por exemplo.

Há ainda outra família de produtos que atende a essa demanda por conexões de qualidade e velozes: a dos roteadores da linha ACtion. Eles possuem uma característica importante para ampliar a capacidade de navegação a diversos tipos de dispositivos: a tecnologia AC Dual Band.

Ela é a responsável por disponibilizar duas faixas de frequência de operação, o que potencializa as formas de conexão e permite a utilização de um conjunto de canais diferente da faixa mais simples. Além dos já conhecidos 2,4 GHz, os roteadores dual band permitem conexões de 5 GHz. Uma das principais vantagens é o fato de que há menos dispositivos concorrendo pela mesma banda. Aí a velocidade e a estabilidade da rede aumentam.

Dentre os recursos que tornam essa linha de roteadores tão importante estão a facilidade de conexão e gerenciamento graças aos aplicativos dedicados. Eles permitem configurar a conexão de forma rápida e fácil, gerenciar quem está conectado à rede e até criar novas redes específicas para visitantes, por exemplo.

Fonte: Intelbras

By rt360