fbpx

Diante da perspectiva de queda anual de 2,6% na demanda por papéis gráficos até 2030, empresas que atuam no setor têm implementado estratégias para diversificar seus negócios em busca de longevidade

Uma das principais distribuidoras de papéis gráficos do País acaba de ingressar no mercado de equipamentos de segurança eletrônica, controle de acesso e redes. A Passalacqua adquiriu uma distribuidora Intelbras nas cidades de Ribeirão Preto, Franca e São Carlos, no interior paulista, com o objetivo de diversificar seus negócios e garantir longevidade. “Não fomos impactados em vendas e faturamento. Pelo contrário, temos crescido ano a ano. Mas, como gestor de uma empresa de 97 anos, minha obrigação é prepará-la pelo menos para mais um século”, afirma Samuel Passalacqua Filho, diretor de Estratégia da Passalacqua.

Segundo análise da consultoria Pöyry Tecnologia, a digitalização e a queda de receita das mídias impressas são as principais responsáveis pela redução em 30 milhões de toneladas no consumo global do setor de papéis gráficos, desde seu ápice, em 2007.

“A diversificação dos negócios reduz consideravelmente os riscos das empresas. No caso da Passalacqua, que atua também no segmento de decoração distribuindo produtos de revestimento e tapeçaria, a estratégia inclui ganhos de sinergia em logística e na base de clientes”, avalia o consultor Valore Brasil, Jaziel Pavine, que assessorou a empresa no processo de aquisição.

By rt360