fbpx

A morte do cavalo, é o almoço do urubu

A frase acima é adaptada de um provérbio português que diz que o universo, inevitavelmente para entrar em equilíbrio, uma hora terá ganhos e perdas.

Se transportarmos esse conhecimento para o mundo dos negócios ela também é extremamente válida. A “lei básica da economia” – oferta e demanda – nivela o preço dos produtos através da busca do equilíbrio de mercado.

Em situações normais esse processo é lento e vagaroso e muitas vezes imperceptíveis. Já em épocas de crise, esse processo fica mais rápido, evidente e traumático em alguns casos. Nesses momentos difíceis quem não enxerga oportunidades, acaba se deteriorando. Sabemos que não é fácil lidar com o “demônio da destruição” nessas situações, pois tudo parece sem solução e muito complicado.

A comunicação intrapessoal (com o nosso interior) se torna fundamental para clarearmos a situação, interpretarmos os mais diversos cenários, abrirmos novos caminhos, traçarmos estratégias vencedoras e sairmos mais fortes. Somente com essa visão mais clara teremos condições de construirmos pontes para resolução dos problemas e sermos, com a permissão poética, o “urubu” do provérbio.

por Fernando Calil

Gerente de Canal Varejo e Distribuição – Brasil

Especializado no departamento comercial (Vendas, Marketing e Inteligência Competitiva), principalmente no mercado de IoT, Automação Residencial e Materiais Elétricos.

Engenheiro de Produção formado na POLI – USP com MBA em Gestão Empresarial na Fundação Getúlio Vargas.

Linkedin