Canais digitais são realidade em mais de 80% das empresas

Levantamento da Take aponta sites próprios, Facebook Messenger e WhatsApp como principais plataformas para o relacionamento com o cliente no digital

A fim de acompanhar seu público cada vez mais empresas estão apostando na criação de canais digitais de relacionamento com o cliente. Segundo o levantamento realizado pela empresa de soluções conversacionais e chatbots Take, 88,2% das companhias já contam com pelo menos um canal estabelecido. Entre as plataformas escolhidas para iniciar esse contato, o site da marca é a opção de 86,7% das empresas, seguido pelo Facebook Messenger com 59,2% e o WhatsApp, 57,5%.

A pesquisa foi desenvolvida a partir de um questionário respondido por 136 empresas da base de clientes da Take, em abril deste ano. O levantamento revelou que entre as marcas que já aderiram aos canais digitais, 23,5% são de tecnologia da informação, 11% de serviços B2B e 10,3% representam bancos e empresas de seguros. Companhias de mídia e comunicação são responsáveis por uma fatia de 9,3% desse grupo.

Na contramão do movimento, os setores de saúde (2,9%), varejo (2,9%), serviços financeiros (4,4%), telecomunicações (5,1%), e-commerce (6,6%) e educação (8,1%) são os que menos investem em comunicação digital. No conjunto de companhias que ainda não dispõem dessa tecnologia, a maioria gostaria de iniciar um canal no WhatsApp, com 81,3% das intenções. O site da companhia aparece na segunda colocação com 69,9% e o Facebook Messenger em terceiro, 56,3%.

Apesar de aparecer na terceira colocação entre os formatos mais escolhidos, o WhatsApp merece atenção, segundo Roberto Oliveira, CEO da Take. Ele ressalta que a versão business da plataforma foi lançada a menos de um ano e deve revolucionar o relacionamento entre marcas e pessoas.

Feedback e corte de despesas

O relatório também analisou os motivos apontados pelas empresas para aderirem ao formato de comunicação digital. Empatados com 56,7%, aparecem o desejo de mostrar aos clientes que são uma empresa moderna e a possibilidade de ter uma interface adicional para solucionar dúvidas e obter feedback. Outra motivação apontada foi a automatização dos serviços e o corte de despesas, segundo 49,9% dos entrevistados. Já para as empresas que ainda não contam com o serviço, a principal razão para criar um canal seria a digitalização do FAQ de produtos ou serviços.

*Crédito da foto no topo: RawPixel/Pexels

Fonte: Meio & Mensagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *