A força de uma letra – TRILHO OU TRILHA

por Fernando Calil

Apesar de ser apenas uma letra que difere a palavra Trilho de Trilha, vemos que no mundo corporativo essa letra muda completamente a Filosofia da Vida Profissional. Ambas te levarão ao destino, sendo que na primeira – TRILHO, as pessoas definem o destino e são conduzidas até lá, sem o poder de alterações de rotas e também sem a responsabilidade dos percalços do caminho. Os insucessos, nesse caso, são direcionados aos condutores. Já na segunda – TRILHA, tem-se bem claro onde se quer chegar, porém poderão ter alterações de rotas no meio do caminho. E essas alterações requerem planejamento, análises e decisões que muitas vezes as pessoas não estão dispostas a fazer, pois são cercadas de medo, críticas e desconfianças.

Costumo dizer que os profissionais executores gostam de trilhos, pois nesse modelo o trajeto já está definido e basta apenas garantir que a “viagem” seja feita da melhor forma possível. Já os profissionais estratégicos gostam de trilhas. Esses profissionais são movidos a desafios e fazem leituras constantes da situação e adequam as rotas sempre que necessário. O importante em qualquer organização é ter grande parte dos profissionais percorrendo trilhos e uma seleta parte que defina as melhores trilhas.

por Fernando Calil

Gerente de Canal Varejo e Distribuição – Brasil

Especializado no departamento comercial (Vendas, Marketing e Inteligência Competitiva), principalmente no mercado de IoT, Automação Residencial e Materiais Elétricos.

Engenheiro de Produção formado na POLI – USP com MBA em Gestão Empresarial na Fundação Getúlio Vargas.

Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *